Prédios famosos de São Paulo

30/07/2015

Mirante do Vale (Palácio W. Zarzur)

  

O arranha-céu fica no Vale do Anhangabaú e é, desde 1967, o mais alto da cidade, com 170 metros e 51 andares. Por estar em um vale, outros edifícios, como o Itália ou o Altino Arantes (que estão em áreas mais altas), parecem maiores. Porém, o Mirante do Vale era, até 2014, o mais alto do Brasil e hoje perde apenas para o edifício Millennium Palace, em Santa Catarina, com 177 metros. A construção tem 75 mil metros quadrados e 12 elevadores. Foi projetado por Waldomiro Zarzur em parceria com Aron Kogan. É um prédio comercial e tem entradas na Av. Prestes Maia, na Praça Pedro Lessa, e na Rua Brigadeiro Tobias. Edifício Copan

 (Foto: Wikipedia) 

Projetado por Oscar Niemeyer com colaboração de Carlos Alberto C. Lemos, o edifício foi inaugurado em 1966, depois de vários problemas financeiros, falências e interrupções. Foi inicialmente encomendado pela Companhia Pan-Americana de Hotéis com dois prédios, um residencial e um hotel, porém apenas o residencial foi construído. O edifício tem 1.160 apartamentos, distribuídos em 6 blocos, e 72 lojas/salas na área comercial no térreo, incluindo restaurantes e bares famosos, como O Bar da Onça (cuja dona mora no próprio Copan). Sua arquitetura em “S" marca o gosto de Niemeyer pelas linhas curvas e sinuosas. Edifício Itália (Foto: Esse mundo é nosso) 

O edifício localizado na Praça da República, ao lado do Copan, é o segundo mais alto da cidade, e foi idealizado pela colônia italiana em São Paulo, através do Circolo Italiano, como um marco da ascensão social e econômica dos imigrantes italianos. Foi inaugurado em 1965, com 165 metros e 46 andares. O edifício comercial também conta com um teatro e uma galeria no térreo. O prédio possui terraço panorâmico com uma vista de 360 graus da cidade, e onde fica o restaurante e bar Terraço Itália, um dos principais pontos turísticos de São Paulo. Edifício Altino Arantes (Banespão)

 (Foto: Wikipedia) 

Projetado para ter semelhança com o Empire State Building de Nova York, o prédio é um dos cartões postais da cidade, com a bandeira de São Paulo no topo. O edifício de 161 metros foi inaugurado em 1947, no centro da cidade, e considerado patrimônio histórico em 2011. Foi construído para sediar o Banco do Estado de São Paulo (Banespa), e em 2000 foi privatizado pelo Santander. Ele abriga também um museu com sua história completa. É possível visitar o edifício e subir ao topo para admirar a vista panorâmica da cidade. Edifício Martinelli

 (Foto: Wikipedia) 

Localizado entre as ruas São Bento, São João e Líbero Badaró, o prédio foi planejado para ser o mais alto da América do Sul, em uma época em que a arquitetura da cidade era baixa. Ele tem 105 metros e foi inagurado em 1929, sendo um símbolo da transição para a era dos arranha-céus. Pertencia a um imigrante italiano até 1943, quando o governo tomou o prédio. O edifício passou por uma série de problemas, principalmente entre as décadas de 60 e 70, sendo em alguns momentos até palco de crimes, numa decadência que o deixou em péssimas condições. Mas em 1975 foi salvo pelo prefeito Olavo Setúbal, que o restaurou e o transformou no que é hoje. Também é possível conhecer o prédio e sua história através de uma visita monitorada.

Voltar ao Blog

Entre em contato conosco

Escolha a forma de preferência e entre em contato com a gente