Alphaville e a transição para os empreendimentos verticais

17/03/2015

Conhecida por concentrar casas luxuosas em condomínio de altíssimo padrão, a região de Alphaville passa por um processo de mudança e consolidação de empreendimentos verticais. Nos últimos anos foram entregues 9.506 unidades de apartamentos por ali, 73% possuem até 69m², a maioria deles com dois ou três dormitórios, um montante menor com apenas um quarto e outra parcela ainda mais inferior com quatro. Mais do que a mudança na representação dos tipos de imóveis, as alterações no perfil do consumidor interessado na região reconhece seu poder de compra, uma vez que dos 9.506 imóveis lançados apenas 14% está disponível em estoque. Localizada no município de Barueri, ao lado de São Paulo, Alphaville já exerceu o papel de “bairro-dormitório”. Atualmente, a parcela de moradores que mais cresce na região é a de pessoas que passaram a trabalhar em empresas e escritórios instalados na cidade. O restante dos compradores na região são, principalmente, os filhos de moradores de casas de condomínios (que querem continuar perto dos pais), pessoas que buscam a praticidade de espaços menores (e moravam em casas) e investidores. QUALIDADE DE VIDA EM ALPHAVILLE Segundo as empresas do setor da construção, há uma parcela de compradores que busca em Alphaville qualidade de vida, projetos mais modernos e imóveis maiores. Aliado a esses fatores, o preço mais em conta em relação a São Paulo é um diferencial. O preço médio do metro quadrado das unidades já lançadas e à venda em Alphaville é de R$ 5.763, já os lançamentos estão com preço médio de R$ 4.335 o metro quadrado. Os valores são bem abaixo da média de toda a zona oeste da cidade de São Paulo, onde o preço do metro quadrado do estoque está R$ 10.083 e o dos lançamentos, R$ 7.819.

Voltar ao Blog

Entre em contato conosco

Escolha a forma de preferência e entre em contato com a gente